sábado, 4 de outubro de 2008

Debate Eleitoral frustra seqüestro relâmpago

04 de outubro de 2008 | N° 15748 Jornal Zero Hora

PORTO ALEGRE

Debate eleitoral frustra seqüestro relâmpago

Com o engarrafamento na Avenida Ipiranga vítima conseguiu se jogar para fora de carro e avisar PMs

Dois homens foram parar atrás das grades por causa do debate dos candidatos à prefeitura de Porto Alegre, na quinta-feira à noite. A dupla nada tinha a ver com a campanha eleitoral. Eram ladrões de carro, surpreendidos por policiais militares diante do Teatro da Amrigs, na Avenida Ipiranga, onde ocorreu o embate político.

Por causa do congestionamento, a vítima, um homem de 32 anos, conseguiu se jogar para fora do carro e avisar os PMs, que prenderam os bandidos.

O seqüestro relâmpago frustrado começou às 22h30min quando o motorista de uma Palio Weekend parou em uma sinaleira da Rua Barão do Amazonas. Segundo relato da vítima à polícia, a dupla entrou no carro porque a porta do carona estava destravada. Armados, os bandidos dominaram o motorista.

– Preciso do carro para um serviço – disse um dos bandidos.

A vítima foi empurrada para o banco traseiro, e um dos ladrões assumiu o volante. O carro seguiu pela Barão do Amazonas em direção à Zona Sul. O roubo começou a dar errado quando o veículo dobrou à esquerda na Ipiranga.

Na fuga, um dos bandidos invadiu área do São Pedro

Os ladrões depararam com um inesperado engarrafamento. Fiscais da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) tinham bloqueado metade da pista para facilitar o acesso dos participantes do debate ao estacionamento da sede da Amrigs. E dezenas de PMs monitoravam a movimentação de militantes nas imediações.

Aproveitando a baixa velocidade, a vítima abriu a porta do Palio e se jogou para fora. Sem se ferir, o homem conseguiu correr na direção dos PMs e avisar o que estava acontecendo. A reação dos bandidos foi tentar fugir. Dobraram à direita, entrando com o carro em alta velocidade no acesso à Vila Cachorro Sentado, formada por vielas, quase ao lado da sede da Amrigs.

De imediato, saíram atrás deles 12 PMs do 19º Batalhão de Polícia Militar e do Batalhão de Operações Especiais. A dupla abandonou o veículo e se dispersou. Um dos assaltantes invadiu o terreno do Hospital Psiquiátrico São Pedro e teria disparado um tiro na direção de um vigilante.

Cercados, os dois bandidos acabaram presos. Nenhuma arma foi encontrada. Levados para a Área Judiciária no Palácio da Polícia, Marcelo Gonçalves Vitorino e Luis Gustavo de Oliveira Flores, ambos com 20 anos, foram reconhecidos pela vítima e autuados em flagrante por roubo. Os dois nada declararam em depoimento.

joseluis.costa@zerohora.com.br

JOSÉ LUÍS COSTA

Nenhum comentário: